Artigos

Periartrite - Periartrite

Periartrite

Inflamação do tecido situado à volta de uma cápsula articular, incluindo tendões e bolsa. A periartrite crónica, que pode ser espontânea ou consequência de um traumatismo é uma causa habitual de dor e rigidez do ombro. Costuma responder a injeções locais de esteróides e à fisioterapia.

Glândula pineal - Glândula pineal (epífise)

Glândula pineal (epífise)

Massa de tecido do tamanho de uma ervilha unida mediante um pedículo à parede posterior do terceiro ventrículo do cérebro, profundamente situada entre os dois hemisférios, na parte posterior do crânio. Parece desempenhar um papel na iniciação do desenvolvimento das gónadas, embora esta afirmação seja incerta. Nos mamíferos segrega a substância hormonal melatonina. A glândula calcifica-se com o envelhecimento, provocando uma marca demonstrativa nas radiografias do crânio.

Hipoplasia - Hipoplasia

Hipoplasia

Subdesenvolvimento de um órgão ou tecido. A hipoplasia dental é a formação defeituosa das partes de um dente causada por uma doença (como o sarampo) ou por uma inanição durante o período de formação dentária.

Radionecrose - Radionecrose

Radionecrose

Necrose (morte) de um tecido, geralmente referido ao osso cuja capacidade para se curar foi reduzida marcadamente pela radioterapia aplicada a um tumor. Ocorre com facilidade em consequência de um traumatismo ou de uma prática cirúrgica depois de ser submetido a uma irradiação.

Músculo estriado - Músculo estriado

Músculo estriado

Tecido que forma a massa da musculatura corporal. Também se denomina músculo esquelético porque se insere no esqueleto e é o responsável pelo movimento dos ossos. Também é denominado músculo voluntário porque depende do controlo da vontade. O músculo estriado é composto por feixes paralelos de fibras multinucleadas.

Malácia - Malácia

Malácia

Amolecimento anormal de uma parte, órgãos ou tecido, como por exemplo, um osso.

Esclerose Múltipla 4 - Esclerose

Esclerose

Endurecimento de um tecido, geralmente devido a uma cicatrização (fibrose) consecutiva a inflamação. Pode afetar os feixes laterais da espinal medula e o cérebro (esclerose lateral amiotrófica) causando uma paralisia muscular progressiva. Também se pode observar em zonas dispersas do cérebro e a medula espinal ou nas paredes das artérias.

Inflamação - Inflamação

Inflamação

Reação defensiva imediata de um tecido ante uma agressão que pode ser provocada por infeção, substâncias químicas ou agentes físicos. Na inflamação ocorre dor, calor, vermelhidão e inchaço, assim como a perda da função da zona afetada. Os vasos sanguíneos próximos da zona de agressão estão dilatados de modo que a corrente sanguínea aumenta localmente. As células sanguíneas introduzem-se no tecido e fagocitam as bactérias e outras partículas estranhas. Algumas células semelhantes dos tecidos eliminam e consomem as células mortas, às vezes com produção de pus, iniciando-se então o processo de cura.

Hipertrofia - Hipertrofia

Hipertrofia

Aumento do tamanho de um tecido ou órgão causado pelo aumento de tamanho das suas células e não por multiplicação celular (como ocorre durante o crescimento normal ou a formação de um tumor).

Hiperplasia - Hiperplasia

Hiperplasia

Aumento da formação e desenvolvimento das células normais de um tecido ou órgão. A parte afetada aumenta de tamanho mas mantém a sua forma normal. Durante a gravidez, as mamas crescem desta forma.