Artigos

Fotocoagulação - Fotocoagulação

Fotocoagulação

Destruição do tecido com o calor libertado pela absorção de luz projetada no mesmo. Nas afeções oculares, esta técnica é utilizada para destruir os tecidos retinianos doentes que se produzem, por exemplo, como complicação da diabetes. Também se utiliza para provocar uma cicatriz entre a retina e a coróide que permita a aderência entre ambas nos casos de descolamento da retina. Existem diversos instrumentos adequados para produzir a luz intensa necessária. O princípio é semelhante ao que se usa nos raios laser.

Cegueira noturna - Cegueira noturna (ou hemeralopia)

Cegueira noturna (ou hemeralopia)

Visão imperfeita com luz de pouca intensidade ou de noite. Deve-se a uma perturbação das células da retina responsáveis pela visão com luz débil, que pode ter origem numa alimentação pobre em vitamina A. Se o défice vitamínico continua, a cegueira noturna progride para a xeroftalmia e a queratomalacia.

transferir21 - Cristalino

Cristalino

Estrutura cristalina transparente situada atrás da pupila do olho e incluída numa fina cápsula transparente. Ajuda a refração da luz procedente do exterior e foca-a na retina. É a sede das opacidades que constituem as cataratas. O cristalino é importante porque as modificações da sua forma, realizadas pelo músculo ciliar, tornam o olho apto a focar automática e corretamente na retina as imagens dos objetos situados a várias distâncias. O cristalino começa a perder esta propriedade por volta dos 40 anos de idade, daí a utilização de óculos para ver ao perto à medida que a idade avança.

vitreoRetina - Descolamento da retina

Descolamento da retina

Separação da retina da capa do globo ocular (coróide) a que está aderente. O descolamento costuma ocorrer quando um ou mais orifícios na retina permitem a acumulação do humor vítreo procedente da cavidade do globo ocular, entre a retina e a coróide, que aderem delicadamente entre si. Às vezes, o descolamento da retina é secundário a uma inflamação de um tumor da coróide ou a uma alteração do humor vítreo. A lesão pode ser tratada cirurgicamente criando zonas de tecido cicatricial na retina (mediante a aplicação de calor ou frio intenso).

Micropsia - Micropsia

Micropsia

Fenómeno que consiste em ver os objetos mais pequenos do que eles são na realidade. Deve-se a afeção da retina.

images 81 - Abiotrofia

Abiotrofia

Degeneração ou perda de função sem causa aparente. Por exemplo, a abiotrofia retiniana é a degenerescência progressiva da retina que conduz à deterioração da visão e está presente em perturbações genéticas, como na retinite pigmentada.

Neurorretinite - Neurorretinite

Neurorretinite

Inflamação conjunta do nervo ótico e da retina.

Miopia - Miopia

Miopia

Estado em que os raios de luz paralelos se concentram num foco à frente da retina. Os objetos situados a mais de seis metros do olho vêm-se turvos e não se consegue melhorar a visão através da acomodação. Este estado corrige-se com lentes côncavas.

Membrana hialóide - Membrana hialóide

Membrana hialóide

Membrana transparente que rodeia o humor vítreo do olho, separando-o da retina.

Retinite - Retinite

Retinite

Inflamação da retina. na prática este termo costuma utilizar-se com frequência para definir afeções que não são propriamente inflamatórias. Por exemplo, a retinite pigmentosa é uma doença hereditária não inflamatória que provoca a degeneração progressiva da retina. Para estas afeções usa-se com mais frequência o termo retinopatia.