Artigos

Expiração - Expiração

Expiração

Segundo tempo da respiração, em que o ar é expulso dos pulmões para o exterior.

755px Obstruction ventilation apnée sommeil.svg  - Apneia

Apneia

Paragem da respiração como acontece quando o sangue recebe artificialmente demasiado oxigénio. Na uremia verifica-se um tipo de respiração com fases de apneia.

Pulmão - Pulmão

Pulmão

Um dos órgãos pares da respiração, situado na cavidade torácica dos dois lados do coração e rodeada por uma membrana serosa. os pulmões são sacos fibrosos elásticos que se expandem e comprimem com os movimentos da caixa torácica e do diafragma durante a respiração. Comunicam com a atmosfera através da traqueia, que se abre na faringe. A traqueia divide-se em dois brônquios que se introduzem nos pulmões e se ramificam em bronquíolos. Estes continuam a sua divisão até terminarem num minúsculo saco aéreo (alvéolo) onde ocorrem as trocas gasosas. O oxigénio atmosférico e o dióxido de carbono do sangue dos capilares pulmonares são libertados nos pulmões.

Hiperventilação - Hiperventilação

Hiperventilação

Respiração anormalmente prolongada, rápida e profunda. Tem como sintomas: confusão, vertigens, torpor e cãibras musculares.

Uma perspectiva 01 - Diafragma

Diafragma

Formação músculo-membranosa delgada e cupuliforme que separa a cavidade torácica da abdominal. O diafragma insere-se dos dois lados nas costelas inferiores, à frente no esterno e atrás na coluna vertebral. Tem forma convexa na parte superior para o coração e os pulmões e na sua parte inferior côncava, sobre o estômago, o fígado e o baço. Apresneta diversos orifícios através dos quais passam o esófago, vasos sanguíneos e nervos.

O diafragma tem um papel importante na respiração. Contrai-se em cada inspiração, aplanando-se e diminuindo a sua concavidade inferior com o consequente incremento do volume da cavidade torácica. Em cada expiração distende-se e recupera a sua forma cupuliforme.