Artigos

endoftalmite - Endonftalmite

Endonftalmite

Inflamação limitada à câmara posterior do olho, ou seja, a parte situada atrás do cristalino.

uretrite - Uretrite

Uretrite

Inflamação da uretra. Pode dever-se à gonorreia, a uma infeção ou à aplicação de um cateter na uretra. Os sintomas são uma secreção uretral, acompanhada de dores e dificuldade na micção. O tratamento da uretrite provocada por uma infeção consiste na administração do antibiótico apropriado depois de isolar o agente etiológico a partir da secreção. As uretrites não tratadas ou graves conduzem a estenose uretral.

cistite batterica - Cistite

Cistite

Inflamação da bexiga, que pode ter como origem variados fatores (cálculo, tumor, infeção, malformação, etc.). Os microrganismos mais frequentemente responsáveis pelas infeções urinárias são: Escherichia coli, Proteus vulgaris Staphylococcus aureus, Streptococcis fecalis. Os sintomas são um ardor na parte baixa posterior e no abdómen. As cistites apresentam-se quase sempre com febre.

Micetoma - Micetoma

Micetoma

Inflamação destrutiva crónica e progressiva dos tecidos cutâneo e subcutâneo, fascia e osso, provocada por fungos.

Uvulite - Uvulite

Uvulite

Inflamação da úvula.

colite3 - Colite

Colite

Inflamação do cólon. Os sintomas habituais são diarreia, às vezes com sangue e muco e dores abdominais. Diagnostica-se pela observação da inflamação do revestimento intestinal (mucosa), mediante a colonoscopia ou o enema  de bário com raios X (clister opaco). A colite pode ser causada pela infeção da Entamoeba histolytica (colite amebiana) ou por bactérias (colite infeciosa). Pode também apresentar-se na doença de Crohn (colite de Crohn). Na colite ulcerosa (proctocolite idiopática) quase sempre são afetados o reto e uma parte variável do cólon, que se inflamam e ulceram. A sua causa é desconhecida. A sua gravidade é variável e as recidivas podem tratar-se com diversos produtos farmacêuticos e também com repouso no leito.

As colites graves, contínuas ou extensas, podem tratar-se com cirurgia. A diarreia, alternada com obstipação e a dor sem inflamação costumam observar-se na colite espástica.

Frenite - Frenite

Frenite

Inflamação do diafragma, em regra consequente a uma pleurisia diafragmática a uma pericardite ou a uma supuração infradiafragmática.

transferir19 - Conjuntivite

Conjuntivite

Inflamação da conjuntiva, que fica avermelhada, produzindo-se uma secreção aquosa ou purulenta. Provoca mais incómodo do que dor e não costuma afetar a visão. A conjuntivite é causada por uma infeção (em cujo caso costuma estender-se rapidamente ao outro olho), por alergia ou por uma ação irritativa física ou química. Bactérias, vírus e alergias são os agentes que podem causar uma conjuntivite.

Na originada por bactérias, o ardor é mínimo, costuma haver algumas lágrimas, muita secreção. Na conjuntivite vírica, o ardor também é mínimo, produz mais lágrimas, tem muito pouca secreção, manifesta-se em geral  nos dois olhos e é frequente aparecer um gânglio junto à orelha. A conjuntivite alérgica carateriza-se pelo fato de que os dois olhos se ressentem, picam, as lágrimas são escassas e não há secreções. O processo costuma resolver-se sem efeitos secundários no tempo de uma a três semanas. A infeção bacteriana responde aos colírios antibióticos.

Sinusite - Sinusite

Sinusite

Inflamação de um ou vários dos espaços aéreos, revestidos por uma mucosa, dos ossos do crânio que comunicam com o nariz (seios paranasais), produzida frequentemente por uma infeção procedente do nariz. Entre os seus sintomas destacam-se as dores de cabeça e a sensibilidade aumentada dos seios afetados, que chegam a encher-se de um material purulento que se expulsa pelo nariz. Nos casos persistentes pode tornar-se necessária a drenagem com uma intervenção cirúrgica.

balanite - Balanite

Balanite

Inflamação da glande, geralmente associada com o aperto do prepúcio. É mais própria da infância do que da idade adulta. Trata-se com antibióticos e evita-se a sua repetição com a circuncisão.