Artigos

Gastrite1 - Gastrite

Gastrite

Inflamação do revestimento (mucosa) do estômago. A gastrite aguda é produzida pela ingestão excessiva de álcool ou de outras substâncias irritantes ou corrosivas e causa vómitos e dores. A gastrite crónica está associada ao tabagismo e ao alcoolismo crónico e pode ser produzida pela introdução da bílis no estômago, procedente do duodeno. Não tem sintomas definidos mas o doente pode vir a desenvolver uma úlcera gástrica. A gastrite atrófica pode ser consequência de uma gastrite crónica, embora também possa ter origem espontânea como uma doença auto-imune. Os sintomas dispépticos como as náuseas, os vómitos, a perda de apetite e as perturbações intestinais, que correntemente se atribuem à gastrite, não se devem à inflamação do estômago.

Tendinite - Tendinite

Tendinite

Inflamação de um tendão. Ocorre com mais frequência depois de exercício prolongado, embora às vezes, se deva a uma infeção bacteriana ou a uma doença reumática generalizada, como por exemplo, a artrite reumatóide ou a espondilite anquilosante. O tratamento consiste em imobilizar a articulação adjacente e injeção de corticoesteróides na área dorida que rodeia o tendão.

Lobite - Lobite

Lobite

Inflamação de um lobo, em especial de um lobo pulmonar, devida, por vezes, à tuberculose.

Ureterite - Ureterite

Ureterite

Inflamação do ureter. Ocorre geralmente associada à inflamação da bexiga, principalmente quando é devida a um refluxo vesico-uretral. A tuberculose do trato urinário também pode causar ureterite que, com o tempo ocasiona uma formação constritiva ou estenosante.

Retinite - Retinite

Retinite

Inflamação da retina. na prática este termo costuma utilizar-se com frequência para definir afeções que não são propriamente inflamatórias. Por exemplo, a retinite pigmentosa é uma doença hereditária não inflamatória que provoca a degeneração progressiva da retina. Para estas afeções usa-se com mais frequência o termo retinopatia.

Linfadenite - Linfadenite

Linfadenite

Inflamação dos gânglios linfáticos. Alguns casos são crónicos, como é o caso da linfadenite tuberculosa, embora os agudos constituam a maioria e se localizem na área adjacente à infeção. Os gânglios linfáticos afetados com mais frequência são os do pescoço, associados, como a amigdalite. Os gânglios linfáticos ajudam a conter e combater a infeção. Às vezes ocorrem linfadenites generalizadas por infeções víricas. O tratamento é o da causa que as provoca.

1214404982444apendicite final - Apêndice

Apêndice

Designa geralmente o apêndice vermiforme do intestino grosso. É um canal curto e delgado com forma de fundo de saco, de uns 7 a 10 centímetros de comprimento, que se encontra no fundo do cego (porção no início do intestino grosso). Não se conhece a sua função no homem e pode infetar-se e inflamar-se, principalmente nos adultos jovens.

Leucomielite - Leucomielite

Leucomielite

Inflamação da substância branca da espinal medula.

balanite - Balanite

Balanite

Inflamação da glande, geralmente associada com o aperto do prepúcio. É mais própria da infância do que da idade adulta. Trata-se com antibióticos e evita-se a sua repetição com a circuncisão.

colite3 - Colite

Colite

Inflamação do cólon. Os sintomas habituais são diarreia, às vezes com sangue e muco e dores abdominais. Diagnostica-se pela observação da inflamação do revestimento intestinal (mucosa), mediante a colonoscopia ou o enema  de bário com raios X (clister opaco). A colite pode ser causada pela infeção da Entamoeba histolytica (colite amebiana) ou por bactérias (colite infeciosa). Pode também apresentar-se na doença de Crohn (colite de Crohn). Na colite ulcerosa (proctocolite idiopática) quase sempre são afetados o reto e uma parte variável do cólon, que se inflamam e ulceram. A sua causa é desconhecida. A sua gravidade é variável e as recidivas podem tratar-se com diversos produtos farmacêuticos e também com repouso no leito.

As colites graves, contínuas ou extensas, podem tratar-se com cirurgia. A diarreia, alternada com obstipação e a dor sem inflamação costumam observar-se na colite espástica.