Artigos

Estiómeno - Estiómeno

Estiómeno

Ulceração da vulva, com esclerose, e hipertrofia dos tegumentos de evolução lenta, provocada pela doenças de Nicholas Favre, pela tuberculose ou pela sífilis.

linfedemacopia - Elefantíase

Elefantíase

Hipertrofia marcada da pele e do tecido conjuntivo subjacente provocada pela obstrução dos vasos linfáticos que impede a drenagem da linfa dos tecidos. A inflamação e o espessamento destas paredes dos vasos e a sua eventual obstrução costuma ser produzida por um verme parasita filária (Wuchereria bancrofti e Brugia malayi). As partes afetadas com mais frequência são as extremidades inferiores, mas também pode localizar-se no escroto, nas mamas e na vulva. É possível, por meio de técnicas cirúrgicas, remover o excesso de tecido conjuntivo e de pele.

estrabismo 1 - Estrabismo

Estrabismo

Alinhamento anormal dos dois olhos, ou seja, desvio de um dos olhos da sua direção normal, de maneira que os dois não olham para o mesmo ponto. O estrabismo mais comum é o horizontal (estrabismo convergente ou esotropia; estrabismo divergente ou exotropia), mas pode ser vertical (hipertrofia, em que o olho estrábico olha para cima, ou hipotropia, em que olha para baixo). O resultado destas alterações é uma visão dupla, mas a imagem procedente do olho desviado costuma ser ignorada.

Linfatismo - Linfatismo

Linfatismo

Hipertrofia da glândula timo e de outras partes do sistema linfático.

Nefrauxia - Nefrauxia

Nefrauxia

Hipertrofia do rim.

Hiperqueratose - Hiperqueratose

Hiperqueratose

Hipertrofia da camada córnea da pele. Pode produzir-se como uma perturbação hereditária afetando as palmas das mãos e as plantas dos pés. A ictiose é outra afeção hereditária em que ocorre hiperqueratose.