Artigos

Epidídimo - Epidídimo

Epidídimo

Canal sinuoso com o aspeto de um novelo com cerca de sete metros de comprimento que liga o testículo ao canal deferente. Os espermatozóides movem-se passivamente ao longo do canal num período de vários dias durante os quais amadurecem e adquirem capacidade fertilizante. Os espermatozóides concentram-se e armazenam-se na parte baixa do epidídimo até à ejaculação.

Espermatogenese - Espermatogénese

Espermatogénese

Processo no qual se produzem nos testículos, os espermatozóides maduros. As espermatogónias situadas na camada mais externa dos tubos seminíferos multiplicam-se durante o período fértil da vida do homem. Algumas delas dividem-se por meiose em espermatócitos que produzem espermatídios haplóides. Estes transformam-se em espermatozóides durante o processo da espermatogéneses. o processo completo dura de 70 a 80 dias.

Testículo - Testículo

Testículo

Órgão sexual masculino, par, que produz espermatozóides e segrega a hormona sexual masculina (testosterona), sob o controlo das gonadotrofinas procedentes da hipósfise. Os testículos do feto formam-se no abdómen, mas descem, posteriormente, para o escroto, a fim de poderem manter-se a uma temperatura inferior à do abdómen, o que favorece a produção e armazenagem dos espermatozóides e onde se encontram também as glândulas de Sertoli, responsáveis pela nutrição das células espermáticas em desenvolvimento. Os espermatozóides passam do testículo ao epidídimo para completar o seu desenvolvimento. As células intersticiais de Leydig, entre os túbulos, são as principais produtoras de androgénios.

Sémen - Sémen

Sémen

Fluido ejaculado pelo pénis no clímax sexual. Cada ejaculação pode conter entre 300 e 500 milhões de espermatozóides em suspensão num fluido segregado pela glândula prostática e pelas vesículas seminais com uma pequena contribuição das glândulas de Cowper. Contém frutose, que proporciona energia aos espermatozóides e prostaglandinas, que influem nos músculos do útero e portanto favorecem o transporte dos espermatozóides.