Artigos

Espiroqueta - Espiroqueta

Espiroqueta

Bactéria frequentemente patogénica, caraterizada por ter uma forma de espiral, sem parede celular rígida, e que se desloca por meio de movimentos flexíveis da célula.

Bacteria Escherichia coli ciclo transmissao Not1 - Colibacilo

Colibacilo

O Escherichia coli é um bastonete curto, cocobacilar gram-negativo, formando por vezes cadeias, móvel, que vive habitualmente no intestino do homem. Torna-se patogénico quando alcança tecidos exteriores ao intestino, particularmente o trato urinário, as vias biliares, os pulmões ou as meninges.

Streptococcus - Estreptococo

Estreptococo

Bactéria do género Streptococcus, que pertence à família das Lactobacilleaceae, ordem das Eubacteriales. Ao microscópio, os estreptococos apresentam-se com o aspeto de contas de rosário, constituído por cadeias de cocos.

Gonorreia - Gonorreia

Gonorreia

Doença venérea causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, que infeta as membranas mucosas genitais de ambos os sexos. Os sintomas aparecem cerca de uma semana depois de se adquirir a infeção, destacando-se as dores na micção e a emissão de pus pelo pénis ou pela vagina. No entanto, algumas mulheres infetadas não apresentam sintomas.

estrutura celular bacteria1 - Bactéria

Bactéria

Grupo de microrganismos que carecem de membrana nuclear diferenciada e, pelo contrário, têm uma parede celular de composição única (muitos antibióticos atuam mediante a destruição da referida parede ocular). A maioria das bactérias é unicelular. Podem ser esféricas (cocos), em forma de bastonetes (bacilos) em forma espiral (espirilos), em forma de vírgula (vibriões) ou em forma de saca-rolhas (espiroquetas). O seu tamanho varia entre 0,5 e 5 milimicras. As espécies móveis têm um ou mais flagelos finos que partem da sua superfície. Muitas possuem uma cápsula externa e algumas têm a capacidade de produzir formas quísticas ou de repouso (endosporo). As bactérias reproduzem-se de maneira assexuada mediante a simples divisão celular. A separação incompleta das células filhas conduz à formação de colónias de diferentes elementos celulares. Algumas colónias têm um aspeto filamentoso e recordam o dos fungos. Outras bactérias podem reproduzir-se sexualmente mediante conjugação. Têm uma extensa distribuição. Algumas vivem no solo, na água ou no ar. Outras são parasitas do homem, dos animais e das plantas. Muitas bactérias parasitas não lesionam nem prejudicam os seus hóspedes. Algumas originam doenças ao produzirem venenos (toxinas).

toxina - Toxina

Toxina

Veneno produzido por um organismo vivo, especialmente uma bactéria. No organismo, as toxinas atuam como antigénio induzindo a formação antitoxinas para neutralizar o efeito daquelas.

Mastite - Mastite

Mastite

Inflamação da mama, geralmente provocada por uma inflamação bacteriana a partir dos mamilos lesionados. A mastite mais frequente é a puerperal, que se desenvolve durante o aleitamento materno, geralmente um mês depois do parto e que, às vezes, provoca a formação de pus. A mastite quística crónica tem uma causa diferente e não provoca inflamação. A mama aparece confundida com quistos.

Gonococo - Gonococo

Gonococo

Agente causador da gonorreia, a bactéria Neisseria gonorrhoeae. É um microrganismo em forma de rim, geralmente associado aos pares (diplococo) e gram-negativo.

Leptospira - Leptospira

Leptospira

Género de bactéria espiroqueta, geralmente com os extremos em forma de gancho. Não são vísiveis ao microscópio normal, mas observam-se bem com o microscópio de fundo escuro. A espécie parasita Leptospira icetero haemorrhagiae é o agente causal mais importante da leptospirose (doença de Weil), embora numerosas espécies intimamente relacionadas com esta possam produzir sintomas semelhantes.

Koch - Koch (bacilo de R.)

Koch (bacilo de R.)

Bactéria causadora da tuberculose (Mycobacterium tuberculosis).