Flora intestinal - Flora intestinal

Flora intestinal

Formada pelas bactérias normalmente presentes no trato intestinal. Algumas são responsáveis pela síntese da vitamina K. Ao provocarem um aumento da acidez no intestino podem prevenir as infeções por bactérias patogénicas que não toleram as referidas condições ambientais.

Fimatose - Fleborragia

Fleborragia

Hemorragia de uma veia.

Flebite - Flebite

Flebite

Inflamação da parede de uma veia que quase sempre se apresenta nas extremidades inferiores como complicação das veias varicosas. Um segmento da veia torna-se doloroso e sensível ao mesmo tempo que a pele à volta fica quente e se apresenta avermelhada. Normalmente, desenvolve-se uma trombose (tromboflebite). O tratamento consiste na aplicação de ligaduras elásticas, assim como na administração de drogas para aliviar a inflamação e a dor. A flebite também pode apresentar-se como uma complicação de uma sépsis ou de um cancro, principalmente do estômago, brônquios ou pâncreas. No cancro do pâncreas, a flebite pode afetar diversas veias (tromboflebite migratória).

Flatulência - Flatulência

Flatulência

Gás intestinal, composto em parte por ar deglutido e em parte por gás procedente da fermentação bacteriana do conteúdo intestinal. É formado por hidrogénio, dióxido de carbono e metano em proporções variáveis.

flacidez - Flacidez

Flacidez

Diminuição da tonicidade muscular que se observa em certas paralisias.

fixaçao - Fixação

Fixação

Paragem do desenvolvimento psicológico por fatores traumáticos que impedem na criança a passagem ao estádio seguinte. Afirma-se que a fixação é a causa das doenças mentais e das perturbações da personalidade.

Fístula - Fístula

Fístula

Comunicação anormal entre dois órgãos ocos ou entre um órgão oco e o exterior. Muitas fístulas devem-se a infeção ou a traumatismo. Por exemplo, uma fístula anal pode desenvolver-se como consequência da abertura espontânea de um abcesso no reto, criando uma comunicação entre o canal anal e a superfície da pele. Algumas fístulas são consequência de proliferação ou ulceração maligna: um carcinoma de cólon pode invadir e ulcerar a parede adjacente do estômago, originando uma fístulas gastrocólica. Outras fístulas desenvolvem-se como complicação da cirurgia. Depois de uma intervenção da vesícula biliar, a bílis pode derivar continuamente para a superfície cutânea através da ferida operatória.

Ficomicose - Ficomicose

Ficomicose

Doença causada pelos fungos parasitas dos géneros Rhizopus, Absidis e Mucor. A ficomicose sinocerebral afeta os seios perinasais, o sistema nervoso central, ou pulmões e os tecidos cutâneos. Os fungos podem crescer nos vasos sanguíneos dos pulmões e do tecido nervoso, provocando a formação de coágulos que impedem a irrigação sanguínea.

Febre - Febre (ou pirexia)

Febre (ou pirexia)

Elevação da temperatura corporal acima do normal, ou seja, acima de 37ºC para temperatura oral ou para 38,2ºC para temperatura retal. A febre pode ser acompanhada por calafrios, cefaleia, náuseas, obstipação ou diarreia. A elevação da temperatura acima de 40,4ºC pode originar delírio e nas crianças pode também ocorrer convulsões. As febres costumam ser causadas por infeções bacterianas ou víricas e podem apresentar-se em qualquer doença infeciosa desde um resfriado comum à malária. A febre intermitente é a elevação periódica e descida da temperatura corporal, geralmente voltando à normalidade durante o dia, como acontece na malária. A febre intermitente é aquela em que se apresenta uma diminuição diária da febre como acontece na febre tifóide.

Furunculose - Furunculose

Furunculose

Presença de múltiplos furúnculos em simultâneo ou repetição de furúnculos durante um período de semanas ou meses. Produz-se pela persistência das bactérias infeciosas na pele. O tratamento consiste na desinfeção diária da pele e terapêutica antibiótica.