imagem do ouvido2 - Caracol

Caracol

Conduto enrolado em forma de espiral lembrando a concha de um caracol, que faz parte do ouvido interno, que está situado à frente do vestíbulo, com o vértice dirigido para a frente e que contém algumas estruturas fundamentais para a audição.

preta - Colúria

Colúria

Presença de bilirrubina na urina, que ocorre quando se eleva o nível de bilirrubina conjugada (direta) no sangue, principalmente na icterícia obstrutiva. A urina adquire um tom caraterístico castanho-escuro ou alaranjado.

dpoc1 - Catarro

Catarro

Inflamação da mucosa das vias respiratórias que produz a secreção abundante de mucosidades espessas pelo nariz, seios paranasais, nasofaringe ou árvore brônquica.

TÓRAX - Costelas

Costelas

Arcos ósseos que formam parte do esqueleto e que servem para proteger o coração e os pulmões. Há doze pares de costelas. A cabeça de cada costela articula-se com cada uma das doze vértebras torácicas da coluna vertebral. A outra extremidade das costelas une-se à zona de cartilagem. Os primeiros sete pares de costelas – as costelas verdadeiras – ligam-se diretamente ao esterno pelas cartilagens costais. Os três pares seguintes – as costelas falsas – ligam-se mediante a sua cartilagem à costela que está por cima. Os dois últimos pares de costelas – as flutuantes – terminam livremente nos músculos da parede do tronco.

Cecotomia - Cecotomia

Cecotomia

Intervenção cirúrgica mediante a qual o cego é dirigido para a parede abdominal e fica aberto ao exterior, a fim de descomprimir o intestino, como acontece quando o cólon está obstruído ou lesionado.

fisica 1 - Ciliar (zona ou corpo)

Ciliar (zona ou corpo)

Parte do olho que liga a coróideia à íris. Compõe-se de três zonas: a porção ciliar da retina, os processos ciliares, que são cerca de setenta pregas radiais situadas atrás da íris onde se insere o ligamento suspensor do cristalino e o músculo ciliar, cuja contração altera a curvatura do cristalino.

figura3b - Coroidite

Coroidite

Inflamação da coróide do olho. Pode inflamar-se conjuntamente com a íris e o corpo ciliar, mas às vezes inflama-se isoladamente em algumas zonas (coroidite focal ou multifocal). A visão torna-se turva, mas o olho não costuma doer.

condroma A1 - Condroma

Condroma

Tumor benigno das células que formam a cartilagem, que podem originar-se na epífise de qualquer osso, embora com mais frequência nos ossos dos pés e das mãos.

condroma - Condromalacia

Condromalacia

Degeneração da cartilagem numa articulação. A condromalacia patellae é uma rugosidade na superfície interna da rótula, que causa dores, sensação de aspereza e instabilidade no movimento articular.

01 CANCRO PULMAO1 - Carcinogéneo

Carcinogéneo

Qualquer substância que, em contato com um tecido vivo, pode originar um tumor maligno. As substâncias presentes no fumo do tabaco podem causar cancro de pulmão. Muitas substâncias químicas conhecidas como produtoras de cancro em animais de laboratório têm de ser estudadas no homem para se saber se também o produzem.