Histeria

Histeria

Neurose cujas principais caraterísticas são a instabilidade emocional, a repressão, a dissociação, os sintomas somáticos e a facilidade para a sugestão. Freud postulava que a histeria surge como consequência dos impulsos frustrados da líbido. Costumam descrever-se dois tipos: a histeria de conversão, que se carateriza principalmente por sintomas físicos, tais como paralisia e a histeria dissociativa em que o doente apresenta mudanças no decurso do pensamento, tal como estados de personalidades múltiplas ou amnésia. Há dúvidas se a histeria constitui uma entidade clínica. Os doentes que apresentam sintomas histéricos costumam ser tratados por psicoterapia.