Hemorróidas

Hemorróidas

Dilatação (varicose) das veias da parede anal (hemorróidas internas), geralmente como consequência de uma obstipação prolongada e às vezes de uma diarreia. As mais comuns ocorrem em três zonas importantes equidistantes à volta da circunferência do ânus. As hemorróidas não complicadas raramente são dolorosas. As dores costumam ser causadas por fissuras. O sintoma mais importante é a hemorragia e, nas hemorróidas de primeiro grau, o único sintoma que se produz é precisamente a hemorragia ao terminar a defecação.

As hemorróidas de segundo grau sobressaem no ânus na forma de saliências incómodas mas introduzem-se espontaneamente. As hemorróidas permanentes permanecem fora do ânus e exigem pressão para se reintroduzirem. As hemorróidas de primeiro grau e segundo grau respondem bem à regulação do regime intestinal consumindo uma alimentação rica em fibras e administrando agentes lubrificantes. Quando a hemorragia persiste, pode injetar-se num líquido irritante (agente esclerosante) à volta das veias tumefactas, a fim de as esclerosar. Também é eficaz a dilatação forçada do ânus praticada com anestesia.

As hemorróidas de terceiro grau costumam necessitar de intervenção cirúrgica, sobretudo se se estrangularem, produzindo uma dor intensa e mais tumefação. As hemorróidas externas ou são hemorróidas internas prolapsas ou mais frequentemente, hematomas perianais ou resíduos de pingos cutâneos depois da resolução de um hematoma perienal.