Descompensação cardíaca

Descompensação cardíaca

Estado em que a ação de bombeamento dos ventrículos do coração é insuficiente (insuficência cardíaca congestiva). Provoca o aumento da pressão sanguínea venosa que congestiona os pulmões e o fígado. As veias do pescoço ingurgitam-se e o sangue acumula-se nos tecidos. Produz-se uma redução da corrente sanguínea arterial procedente do coração, que em casos extremos provoca uma falência circulatória periférica. A descompensação cardíaca é a consequência de qualquer estado que sobrecarrega, lesiona ou reduz a eficácia do músculo cardíaco. Entre as causas mais comuns destacam-se a trombose coronária (enfarte do miocárido), a doença crónica das válvulas e certas arritmias. O doente tem dificuldade respiratória (dispneia), por vezes mesmo deitado (ortopneia) e apresenta edema nas extremidades.